A vida de Buda em imagens…

A rainha Maya sonha com um elefante branco de seis presas e fica grávida.

Siddharta nasce.

Com tenra idade, Siddharta mostra compaixão por uma garça que tinha sido caçada por Devadatta e que se refugiou nele. Com 19 anos se casa com a princesa Yashodara.

Ao ter contato com o mundo, Siddartha se dá conta da velhice, da doença, da morte e da vida ascética.

Aos vinte e nove anos, sai escondido do palácio, abandonando a princesa Yashodara e seu filhinho, o príncipe Rahula.

A fuga é empreendida no meio da noite, com auxílio de seu cocheiro.

Siddhartha corta seu longo cabelo com a espada, simbolizando sua renúncia ao mundo e suas distinções.

Depois da renúncia se entrega sob a direção de dois mestres: Alara Kalama e Uddaka Ramaputta.

Se entrega às mais vigorosas disciplinas ascéticas, a tal ponto que se podem contar seus ossos.

Enfraquecido, resolve aceitar oferendas de alimentos e se banhar para conseguir meditar e pensar melhor.

É tentado pelas três filhas de Mara: Arati, Trishna e Raga.

Depois, Mara envia todo seu exército para acabar com as práticas ascéticas de Siddhartha.

Vencido o exército de Mara, entra em um estado de serena meditação e contemplação da realidade última.

Atinge a Iluminação sob a árvore Bodhi.

Expõe o Dharma pela primeira vez no Parque dos Cervos e fala das Quatro Nobres Verdades, convertendo seus cinco ex-companheiros de ascese.

Prega para 1250 discípulos no parque dos Bambus (Venuvana) em Rajagriha.

Ensina o Dharma a seus discípulos principais, Shariputta, Ananda, Mogalanna etc.

Expõe o Dharma para a rainha Maha-Yana.

Retorna a Kapilavastu para visitar seu pai, Suddhodana e pregar o Dharma a seus parentes reais.

Converte Patacara, uma mulher infeliz que se torna monja e discípula de Buda.

Buda ensina Singala sobre a verdadeira devoção e lhe mostra o vazio do mero ritualismo.

Buda converte o herege Angulimala.

Buda aconselha uma mulher desesperada pela perda de seu filho. Mostra-lhe que a impermanência é a natureza de tudo o que é condicionado.

Buda pacifica um elefante enlouquecido.

Falece aos oitenta anos no bosque de árvores Sala.

~ by dineyinsights on October 29, 2014.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: