Ronald Biggs, o famoso assaltante britânico que fugiu da prisão e morou 31 anos no Rio de Janeiro, morreu aos 84 anos.

Biggs, que participou da quadrilha que realizou o renomado assalto ao trem pagador de 1963, na Grã-Bretanha, estava internado em uma casa de idosos no norte de Londres, já não falava e tinha dificuldades para andar após uma série de infartos. Sua última aparição pública foi em março deste ano, durante o enterro de Bruce Reynolds, que também participou do roubo.

O assalto de 30 milhões de libras em valores atualizados (cerca de R$ 120 milhões) foi um dos maiores da história britânica – o dinheiro nunca foi recuperado. Após 15 meses na prisão, Biggs conseguiu fugir dentro de um caminhão que levava móveis. Em Paris, ele fez cirurgia plástica e depois fugiu para a Espanha, a Austrália e, finalmente, em 1970, o Brasil.

Ele morou no Rio de Janeiro, onde teve um filho, Mike Biggs, que foi integrante da Turma do Balão Mágico e atualmente vive na Inglaterra, onde mantinha contato com o pai.

Ronald Biggs, o famoso assaltante britânico que fugiu da prisão e morou 31 anos no Rio de Janeiro, morreu aos 84 anos.

Biggs, que participou da quadrilha que realizou o renomado assalto ao trem pagador de 1963, na Grã-Bretanha, estava internado em uma casa de idosos no norte de Londres, já não falava e tinha dificuldades para andar após uma série de infartos. Sua última aparição pública foi em março deste ano, durante o enterro de Bruce Reynolds, que também participou do roubo.

O assalto de 30 milhões de libras em valores atualizados (cerca de R$ 120 milhões) foi um dos maiores da história britânica – o dinheiro nunca foi recuperado. Após 15 meses na prisão, Biggs conseguiu fugir dentro de um caminhão que levava móveis. Em Paris, ele fez cirurgia plástica e depois fugiu para a Espanha, a Austrália e, finalmente, em 1970, o Brasil.

Ele morou no Rio de Janeiro, onde teve um filho, Mike Biggs, que foi integrante da Turma do Balão Mágico e atualmente vive na Inglaterra, onde mantinha contato com o pai.

Ao todo, ele passou 36 anos vivendo como fugitivo. Em 2001, ele sofreu um derrame no Brasil e resolveu voltar para a Grã-Bretanha. Ao chegar ao país, ele foi imediatamente preso. Em agosto de 2009, Biggs, que estava doente, foi libertado.

Ao todo, ele passou 36 anos vivendo como fugitivo. Em 2001, ele sofreu um derrame no Brasil e resolveu voltar para a Grã-Bretanha. Ao chegar ao país, ele foi imediatamente preso. Em agosto de 2009, Biggs, que estava doente, foi libertado.

 

 

~ by dineyinsights on December 20, 2013.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: