Ravana

Cara já tive amiga chamada ravana será que ela sabe o que significa?
download (5)
Ravana (Devanagari: रावण, IAST Rāvaṇa;), no Hinduismo é o principal adversário de Rama no épico hindu, o Ramayana. Ravana era o rei dos demônios, de Lanka(Heladiva) e criatura mais poderosa do universo.
No texto clássico, ele é apresentado de forma negativa, sequestrando a esposa de Rama Sita, para reclamar vingança sobre Rama e seu irmão Lakshmana por ter cortado o nariz de sua irmã Surpanakha.
Ravana é conhecido como o mais temível raxasa. Sempre maligno, ardiloso e extremamente poderoso, possuía dez cabeças e se vangloriava da sua imortalidade por apresentar tal característica sobrenatural.
A narrativa purânica diz que Ravana submeteu-se a sacrifícios indescritíveis e que chegou a oferecer a sua cabeça como oblação sacrificial a Xiva. O poderoso deus, ao aceitar oferenda tão inesperada, concedeu ao raxasa dez cabeças sobressalentes, que se consideravam imortais, e que nada mais eram que encarnações dos dez vícios e aspectos malignos disseminados pela criação, como a ira, o ódio, a maledicência, a inveja, etc.
Para eliminar Ravana, as dez cabeças precisavam ser cortadas simultaneamente, caso contrário, assim como uma hidra, as cabeças de Ravana eram repostas imediatamente. Com uma flecha mágica fornecida pelo seu guru Vixvâmitra, Rama pôde decepar as dez cabeças do raxasa simultaneamente e assim eliminar o demônio e resgatar Sita.
Ravana é descrito como um devoto seguidor do deus Xiva, além das crenças religiosas da sua tribo, um grande estudioso, um governante capaz e um maestro de Veena. Ele tem seus apologistas e devotos ferrenhos dentro das tradições hindus, alguns dos quais acreditam que a sua descrição como sendo um homem com dez cabeças (Daśamukha ou Daśagrīva) é uma referência a ele possuir um conhecimento muito aprofundado sobre o Vedas 4 e 6 Upanixades, o que faz ele ser tão poderoso quanto 10 estudiosos. No entanto, há menção no Atharvaveda de brâmanes demoníacos chamados Dasagva (10 cabeças) e Navagva (nove cabeças) e a metáfora de um número sobrenatural de partes do corpo para simbolizar poderes é antiga nas representações míticas da India. No entanto, outra interpretação do Ravana de dez cabeças, o descreve como um homem completo, com nove de suas cabeças representando nove sentimentos que um homem pode possuir(ira, orgulho, ciúme, alegria, tristeza, medo, egoísmo, paixão, ambição) e uma representando o intelecto.
O Grande Ravana também é autor do Ravana Sanhita, um poderoso livro de strologia hindu. Ravana possuía um conhecimento profundo da Ayurveda e de ciência política(Kumara tantram de Ravana é um dos livros Ayurveda dele). É dito ter possuído o néctar da imortalidade, que foi guardado em seu umbigo, graças a uma bênção celestial de Brahma.
De acordo com algumas teorias, ele foi um imperador histórico que reinou sobre o Sri Lanka em 2554 aC a 2517 aC. O Lago Rakshastaal, uma formação de água salgada do Tibete, no alto Himalaia localizado junto à água doce lago Manasarovar é considerado como sendo o local de severa penitência tapasya por Ravana.
SuperStock_1566-398205

~ by dineyinsights on August 30, 2013.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: